TEXTOS AUTORAIS

Todos os textos aqui publicados são de autoria de Ala Voloshyn.
Direitos autorais são protegidos pela Lei 9.610, de 19 de Fevereiro de 1968.

ONDE MAIS O QUE ESCREVO É LIDO

PESQUISE ESTE BLOG

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Saudade


   A saudade é infalível, faz acreditar que o tempo é um rio a correr na velocidade que lhe compete. Não volta e assim, o que se deixou de viver, foi um tempo desperdiçado. Deixar o tempo passar, deixar para amanhã o que se pode fazer hoje é se arrepender um  dia. O tempo  usado em disputas, que separam, é um tempo de dor. Podem ser evitadas, mas escolhe-se multiplicá-las. Escolhas tolas, fazem pensar que o nosso tempo é eterno e não cobrará resultados!
   A saudade é implacável, ensina que é possível viver em harmonia, ao se deixar de lado o querer rígido e imponente. Estou certa de um dia podermos nos reencontrar e viver diferente, pelo que foi aprendido e sentido.
   Rio que corre na velocidade que lhe compete, desperte-me a consciência do bem viver, do bem querer, para não ter pelo que me lamentar.

© Direitos reservados a Ala Voloshyn


Fonte da Ilustração: http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Pardo_(S%C3%A3o_Paulo)

4 comentários:

ARQUIVO DO BLOG

NOTA

As fotos utilizadas neste blog são da web ou de amigos, como Bell Felipe, Jac Rizzo (http://jacrizzo.blogspot.com), Adriane (http://tramasecacos.blogspot.com). As telas de pintura são de minha autoria.