TEXTOS AUTORAIS

Todos os textos aqui publicados são de autoria de Ala Voloshyn.
Direitos autorais são protegidos pela Lei 9.610, de 19 de Fevereiro de 1968.

ONDE MAIS O QUE ESCREVO É LIDO

PESQUISE ESTE BLOG

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Errei!

três mil vezes fiz do mesmo jeito
quando me distraí, errei
descobri um jeito novo de fazer

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Poison








o conhecimento pode ser libertador
mas se estiver fundamentado na ilusão
transforma-se num poderoso veneno







© Direitos reservados a Ala Voloshyn

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

O conto que eu conto


Num lugar bem distante havia um reino muito bonito. Sua rainha era uma gata persa branca como a neve. Era muito linda, mas arisca para quem a quisesse conhecer melhor. Reinava com altivez!
A rainha não estava sozinha, tinha uma amiga, a raposa, que não se afastava e adorava comer suas galinhas! Mas alguém conhece uma raposa que não goste de galinhas?!
O reino era povoado por muitos bichos, mas alguns se destacavam. Havia um macaco que pulava de galho em galho, dava boas gargalhadas e gostava de mexer com todos. Era muito alegre e ágil. Observava tudo de perto e de longe. Ele tinha um amigo, o cão, um verdadeiro companheiro! Sempre perto estava um lindo colibri, esperto e delicado, trazia beleza onde pousava! Com eles brincava um coelho cinza, seu forte não era a coragem e por isso quando as coisas ficavam difíceis escondia-se em sua toca e não havia quem conseguisse tirá-lo dali. De vez em quando, um belo pavão com sua imensa cauda, aparecia por lá, mas logo desaparecia, sem ninguém saber para onde ia. Duas corujas brancas ficavam sempre a observar o que acontecia, escreviam em seu grande livro e se comunicavam telepaticamente entre si.
Tudo corria bem no reino e estes amigos viviam a fazer brincadeiras trazendo muita alegria por onde passavam e o macaco sempre se destacava pelas suas ousadias. A rainha não gostava muito dele, pela atenção que despertava, mas nada dizia, apenas observava. Sua amiga, a raposa, percebendo o que acontecia fazia algumas observações do tipo: "que ridículo este macaco, não é, linda rainha, sempre querendo aparecer mais que tu!
Um dia as coisas esquentaram no reino! Enquanto a rainha tirava uma sonequinha à tarde, os amigos faziam uma algazarra muito barulhenta. A rainha acordou enfurecida e gritou a todos que se calassem, especialmente o macaco! Com muita raiva o expulsou do reino para que nunca mais a incomodasse. Seus amigos nesta hora, com medo, saíram rapidamente dali e ele vendo-se só foi embora entristecido com todos.
A rotina voltou ao reino, a rainha dormia sempre depois do almoço e enquanto isto a raposa comia cada vez mais suas galinhas.
Depois de algum tempo a rainha arrependida pelo exagero de sua ação ordenou ao colibri que chamasse o macaco de volta, o que foi prontamente obedecido por ele. Depois de muito voar pela floresta finalmente encontrou o grande amigo macaco, estava feliz num grupo muito divertido de vários macacos, tudo parecia muito harmonioso ali. O colibri vendo aquela cena não cumpriu a ordem da rainha e também preferiu ficar naquele grupo não voltando mais.
A rainha vendo seu reino num tédio só, resolveu afogar suas mágoas comendo. Chamou seu cervo e lhe pediu que lhe preparasse umas suculentas galinhas e este prontamente respondeu: "desculpe-me bela rainha, mas as galinhas acabaram, foram comidas pela sua amiga raposa, que já se foi por não ter mais o que comer, só lhe restaram batatas, minha rainha!"
As corujas, que observaram tudo, anotaram em seu grande livro uma questão: "o que é melhor, ser quem o outro quer que você seja ou ser quem você é?
E assim, termina o conto que eu conto!

*Texto do livro "Pimenta do Reino", autoria de Ala Voloshyn.

© Direitos reservados a Ala Voloshyn
 

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Resistência




 é preciso suportar a tormenta para viver a calmaria





© Direitos reservados a Ala Voloshyn

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Solidão




não existe solidão
existe
relação equivocada








© Direitos reservados a Ala Voloshyn

ARQUIVO DO BLOG

NOTA

As fotos utilizadas neste blog são da web ou de amigos, como Bell Felipe, Jac Rizzo (http://jacrizzo.blogspot.com), Adriane (http://tramasecacos.blogspot.com). As telas de pintura são de minha autoria.