TEXTOS AUTORAIS

Todos os textos aqui publicados são de autoria de Ala Voloshyn.
Direitos autorais são protegidos pela Lei 9.610, de 19 de Fevereiro de 1968.

ONDE MAIS O QUE ESCREVO É LIDO

* Jornal Enfim: desde 2010
http://jornalenfimscs.wix.com/jornal



PESQUISE ESTE BLOG

terça-feira, 29 de março de 2016

Reclama!


Quem reclama repetidamente, clama repetidamente. Quem clama repetidamente busca alguém que resolva sua queixa. A matemática é simples.
Quem reclama parece que está fazendo alguma coisa, mas na verdade não está! Parece, mas só parece!
Comece a observar como você se sente quando reclama e como está sua vontade para dobrar as mangas e fazer algo por aquilo que o aflige. Aposto que a vontade de agir é nula e a esperança de que alguém se sensibilize por você e faça algo é grande. É ou não é?
Pois então, é aí que reside o núcleo da questão! Se deseja que algo realmente mude, terá que fazer por isso.
Se quer ver diferença naquilo que o incomoda precisará mudar a situação. É como numa partida de xadrez, quando mover uma peça dará um curso ao jogo e dependendo da jogada que escolher poderá mudar totalmente a situação. Se quer mudança, terá que agir para provocá-la. Não adiantará esperar por alguém para dar uma solução. Ele pode não vir e você correrá o risco de perder muito tempo nesta sua preciosa vida e tempo não é para se perder!
No começo a empreitada pode parecer grande demais, afinal os nossos problemas sempre nos parecem maiores do que são, pois estamos neles e se soubéssemos resolvê-los não seriam problemas. Não é?
Nem tudo está perdido! Se começar de onde está, com pequenos movimentos até que tome força e vá ampliando sua zona de ação, eu aposto que logo deixará de reclamar, porque agir na direção de uma solução dá uma enorme satisfação! Acredite em mim, traz um alívio bem maior que aquele que você sente quando compra um mimo pra si em desespero de causa!
Acha que muita gente é egoísta? Então comece a perguntar para quem está à sua volta como ele está. Diga um "bom dia", de coração. Ajude no jantar de hoje. Apresente uma solução para o cafezinho da tarde na empresa em que trabalha. Seja voluntário num lugar onde precisam de calor humano. Seja você um egoísta a menos! Faça você o que deseja ver realizado! Do micro pro macro, simples assim.
Se cada um fizer no seu ambiente o que deseja ver de melhor, aposto que muita coisa melhorará pela ação individual, sem buscar salvadores da pátria, pois afinal, já atingimos a maioridade ou não? Será que ainda precisamos ser tutelados e levados pela mão até onde queremos? Não acredito nisso ou pelo menos, não quero acreditar!
© Direitos reservados a Ala Voloshyn





 


 
 

domingo, 13 de março de 2016

Tédio



a homogeneidade
é tão plana
tão previsível

que

entedia!




 

© Direitos reservados a Ala Voloshyn









Texto também no meu canal do YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=IoxsRtPdqr4

ARQUIVO DO BLOG

NOTA

As fotos utilizadas neste blog são da web ou de amigos, como Bell Felipe, Jac Rizzo (http://jacrizzo.blogspot.com), Adriane (http://tramasecacos.blogspot.com). As telas de pintura são de minha autoria.