TEXTOS AUTORAIS

Todos os textos aqui publicados são de autoria de Ala Voloshyn.
Direitos autorais são protegidos pela Lei 9.610, de 19 de Fevereiro de 1968.

ONDE MAIS O QUE ESCREVO É LIDO

* Jornal Enfim: desde 2010
http://jornalenfimscs.wix.com/jornal



PESQUISE ESTE BLOG

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Tequilaaaaaah


Sua guia está aqui, mas você não.
Foi embora, tão de súbito!
Sem dar satisfação!
Caramba, podia ter avisado!
Eu teria saído de casa pra não vê-la partir.

Traição!
E pelas costas!

Menina, por que fez isto?
Agora não consigo mais sentir seu pelo macio.
Ouvir seu latido viril.
Tequilaaaaah, eu chamava.
Você, meio bestona, sempre respondia.

Ah, menina, que sacanagem com meu coração!
Não gosto.
Gosto não!

Tequilaaaah!

© Direitos reservados a Ala Voloshyn


Fonte da Ilustração: Acervo pessoal

5 comentários:

  1. Esta é a unica tristeza que não conseguimos controlar e superar..a perda do melhor amigo! Também temos uma Tekyllah e não quero nem pensar de quando a sua hora chegar!
    Meus sinceros sentimentos!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo seu comentário. Ele me fez pensar melhor sobre nossa relação com nossos bichinhos e por isso escrevi o texto "Meu Filho É o Cão". Eu o dedico a você, Perseverança.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Querida Ala, perseverança é o meu "Lema"....quantas vezes eu não me perdi, mas não deixei de me encontrar...quantas vezes não conheci o mal, mas o bem eu continuei a buscar, então em "Meu filho é o Cão", me deleitei com suas palavras e aprendi mais uma vez, que os semelhantes também se atraem.
    Obrigada Ala!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os semelhantes só se atraem! Obrigada, mais uma vez!!

      Excluir

ARQUIVO DO BLOG

NOTA

As fotos utilizadas neste blog são da web ou de amigos, como Bell Felipe, Jac Rizzo (http://jacrizzo.blogspot.com), Adriane (http://tramasecacos.blogspot.com). As telas de pintura são de minha autoria.